Posts tagged ‘Frases’

14/06/2011

Gratidão

por Paty

Olá amigos!

Depois de muito tempo, aqui estou… Agora de férias, por isso, acho que terei mais tempo para escrever no meu cantinho.

A vida vai bem, obrigada!

A correria só aumenta… Agora a Sara está na escolinha, está andando, falando, fazendo arte! rsrsrsrsrsrs

Quando a gente acha que está se adaptando, muda tudo outra vez. Mas pensando bem, acho que isso torna mais emocionante a aventura de ser mãe!

A rotina da maternidade tem tarefas muito desgastantes sim, mas incrivelmente recompensadoras…

Às vezes chego ao final do dia e me pergunto como dei conta de tudo. Afinal, além de mãe, sou esposa, profissional, mulher, filha, amiga, etc…

Mas sei que Deus é quem me dá forças, sabedoria e graça para conseguir desempenhar bem minhas funções!

E o melhor de tudo: chego ao final do dia feliz! Feliz por ter uma família, uma filha linda, um esposo maravilhoso, pais incríveis, amigos de verdade, um trabalho que me realiza…

E você, é grato pelo que Deus te deu?

Já dizia John Miller: O quão feliz é uma pessoa depende da profundidade de sua gratidão.

Até a próxima!

Anúncios
27/06/2009

Atualizando o meu cantinho…

por Paty

Estes últimos dias foram intensos… Sim, esta seria a palavra mais adequada. No trabalho, no casamento, nas coisas do dia-a-dia, nas emoções, nos pensamentos…

Sabe aqueles dias em que em você consegue ir do riso ao choro, do cansaço ao vigor, do sono à insônia, da serenidade aos nervos à flor da pele, da satisfação total à frustação em apenas um dia? Pois é, meus últimos dias foram assim… Alguns ruins, outros bons, mas com certeza todos intensos… MUITO INTENSOS…

Tenho tentado viver com mais intensidade, curtindo cada momento ao máximo. Por isso resolvi fazer algumas coisas que há tempos não fazia! Reservei uma tarde inteira para almoçar e conversar com uma tia que há quase um ano não via, eu e meu esposo tiramos um domingo inteiro só para nós (comemorando 1 ano e 11 meses de casamento), tomei um Moka branco grande no Café Kahlúa desfrutando da doce companhia do meu esposo, mudei de lugar alguns móveis da casa, fizemos em casa um romântico jantar à luz de velas, assistimos ao filme Prova de Fogo, passei uma tarde com minha mãe e com a Andy… Foram momentos preciosos que não voltam mais! É preciso viver cada dia da vida como se fosse o último…

Também tenho aprendido a desfrutar mais da minha humanidade. Pode parecer estranho, mas às vezes nos privamos da beleza de sermos humanos!

Porque sou humana posso acertar e errar, posso rir e chorar, posso gostar e detestar, posso lembrar e esquecer, posso aprender e desaprender, posso mudar e permanecer do mesmo jeito, posso preocupar e relaxar, posso ter certezas e incertezas, posso ser e não ser…  Apropriando-me das palavras de Manning, “reconheço que sou um amontoado de paradoxos”.  Reconhecer essa verdade me trouxe grande alívio…

É isso, por enquanto. Vou tentar escrever mais esta semana.

Aqui vão algumas fotos.

Dia lindo - Lagoa da Pampulha

Dia lindo - Lagoa da Pampulha

Dia lindo - Lagoa da Pampulha

Dia lindo - Lagoa da Pampulha

Igreja da Pampulha

Igreja da Pampulha

Mineirinho e Mineirão

Mineirinho e Mineirão

Nós dois!

Nós dois!

Pausa para um café a dois...

Pausa para um café a dois...

01/02/2009

Espremida pelo tempo…

por Paty

dali_time_wall_clock1Mais um fim de semana… Ele mal começou e já está acabando… É a correria da vida!

Me parece que os dias estão passando mais rápido do que há alguns anos atrás. Lembro-me perfeitamente de quando era criança. Esperar alguns meses para o Natal e Ano Novo ou para as férias parecia uma eternidade!

Se pararmos pra pensar, perceberemos que há pouco tempo estávamos envolvidos com o Natal e agora, já estamos no início de Fevereiro!

Às vezes sinto-me assim, espremida pelo tempo…  As 24 horas do dia não são suficientes; a semana “voa”; e assim a vida vai passando…

Tenho aprendido a remir meu tempo. Ele é precioso demais para ser consumido assim, tão rapidamente. Mas você pode pensar: Não é possível parar o tempo! Você tem razão, não posso parar o tempo. Mas há algo que tenho aprendido a fazer: me parar! Se eu não posso parar o tempo, então eu me paro! Sim, todos nós precisamos de parar um pouco. Parar para descansar, para dormir, para namorar, para conversar, para rir, para chorar, para falar com Deus, para apreciar a natureza, para ouvir o silêncio da alma…

Tenho me permitido deixar algumas obrigações temporariamente de lado para aproveitar coisas simples da vida, mas essenciais. Deixar a louça pra depois e curtir o marido, desligar a tv e relembrar momentos bons aproveitando para dar boas gargalhadas, caminhar à beira da lagoa admirando a natureza…

Precisamos dar prioridade aquilo que realmente importa! Quando temos um tempo livre não estamos perdendo, pelo contrário, estamos lucrando. Acho que esta frase de Ralph Waldo Emerson diz tudo: “Cuide muito bem de seu tempo livre. Esses momentos são como diamantes não lapidados. Despreze-os, e seu valor nunca será conhecido. Melhore-os, e eles se tornarão as mais brilhantes jóias de uma vida útil.”

Valorize seu tempo! O minutos desperdiçados não podem ser recuperados!

E a vida é preciosa demais para ser desperdiçada, não é mesmo?

Até mais!

::Por Patrícia.

26/01/2009

Metamorfose

por Paty

borboleta5

“Como se pode virar borboleta?… É preciso ter uma vontade tão grande de voar a ponto de desistir de ser lagarta.” Trina Paulus.

 

Olá pessoal!

Me deparei com esta frase no livro que estou lendo estes dias. Que frase profunda, não acham? (Assim que acabar a leitura vou escrever um post sobre ele, prometo!)

E não tem como pensar em borboleta sem pensar na palavra metamorfose. Ela vem do grego metamorphous, do qual se obtem metamorphosis, que literalmente significa: “ser transformado de dentro para fora”.

É exatamente isso que acontece com a lagarta. Ela muda de dentro para fora até tornar-se uma borboleta. Interessante notar que a lagarta não espera que algo mude do lado de fora para que ela se torne uma borboleta. É ela, somente ela, a responsável por sua transformação.

Será que você já se sentiu assim, como uma lagarta, cansada de ser lagarta e ansiosa por se tornar uma bela borboleta? Eu confesso que não foram poucas as vezes que me vi nessa situação… Mas ao ler essa frase entendi que não basta querer ser uma borboleta… Tenho que disistir de ser lagarta!!! E para isso, tenho que assumir que sou a única responsável pela minha transformação.

Na maioria das vezes esperamos que algo ou alguém nos transforme. E se não der certo, temos que achar um culpado. É nosso cônjuge que não ajuda, é o salário que é muito baixo, é o governo que não faz nada, é o médico que deu uma dieta muito rigorosa… O importante é o que está do lado de dentro e não o que está do lado de fora! Se não comerçarmos a transformação de dentro para fora, nunca seremos borboletas…

Só depende de mim… Só depende de você…

Eu desisto de ser lagarta!!! E você?

Desista também…

E descubra que bela borboleta há dentro de você!!!

Por Patrícia.